Suspensão

    Compartilhe
    avatar
    Fabriciojoc
    Admin

    Mensagens : 104
    Data de inscrição : 22/07/2010
    Localização : Curitiba/PR

    Suspensão

    Mensagem  Fabriciojoc em Qui Jul 22, 2010 6:36 pm

    SPRINGS

    Se não existissem as molas, toda a carga e transferência de peso estariam sobre os pneus. Por isso dizemos que molas mais macias aliviam a carga sobre os pneus causando menor desgaste e ao contrário, molas mais duras sobrecarregam o trabalho dos pneus ocasionando desgaste prematuro. No GTR o aproveitamento máximo dos pneus (grip) depende da temperatura que eles atingem durante uma corrida.

    As molas duras ou macias ditam a regra de como o peso do veículo durante freada e curva será transferido para os pneus. Ajustando molas mais duras ou mais macias altera a quantidade do movimento do chassi para cima e para baixo em relação a transferência de carga.

    Ao aplicar os freios, o nariz do carro mergulha, as molas absorvem parte desse peso transferido. Molas dianteiras macias: o nariz mergulha sob frenagem. Se você ajustar molas extremamente sólidas na dianteira em vez de molas normais, as rodas dianteiras ainda receberão carga sob frenagem, dessa forma a dianteira não mergulhará. Se elas não existissem os pneus suportariam todo o peso. Porém, molas duras transferem peso mais rápido que molas macias.

    Numa curva, o pneu dianteiro externo é o que sofre maior esforço, deixando os pneus internos praticamente sem peso. A tendência é causar o understeer por causa da maior fricção sobre os pneus. Nesse caso, tem-se que tirar pressão sobre as molas (diminuir sua taxa), deixando-a absorver mais a transferência de peso, aliviando assim o pneu para efetuar seu papel que é o direcionar o carro para a tangente da curva.

    molas

    Taxas de molas e Altura
    A dureza das molas na suspensão do carro executa um papel fundamental. Juntas, as quatro molas apóiam o peso do carro, e resistem a cargas verticais adicionais impostas por curvas inclinadas, mergulhos, ondulações, irregularidades, e assim sucessivamente.
    A altura também é um fator crucial no comportamento de suspensão do carro.
    Quanto mais alta a altura, mais macias as molas podem ser.
    Em geral, e dentro do razoável, molas mais macias permitem os pneus seguir melhor as imperfeições (ondulações) na superfície de pista, assim eles dão mais grip.
    Porém, altura mais alta também significa mais transferência de peso que reduz o grip global disponível. Então, temos que achar um compromisso entre alto e macio, e baixo e duro.

    Ajustando molas mais duras ou mais macias não modifica a quantidade global de carga transferida durante transferência de peso longitudinal ou lateral. A quantidade global de transferência de carga é determinada através de três coisas:
    1 A altura do centro de gravidade - um CG (centro de gravidade) mais alto equaliza mais transferência de carga;
    2 A largura de wheelbase/track do carro (um wheelbase curto transferirá mais carga que um wheelbase longo, e uma largura de track estreita transferirá mais que uma largura de track larga.);
    3 Como você acelera, freia e faz a curva.


    Molas mais macias oferecem mais aderência, mas até certo ponto. Quanto mais macio um carro, mais inclinação no chassi. Cada carro terá um ponto ao qual o grip extra obtido pelas molas mais macias estará perdido pela inabilidade da suspensão lidar com o aumento da inclinação da carroçaria. O chassi inclina tanto que a geometria de suspensão não pode manter uma área de contato de pneu decente, e grip está perdido. Pior ainda, se as molas forem tão macias que os componentes de suspensão tocam ou o chassi bate no chão, todo o controle então será perdido momentaneamente efetivamente como a taxa de suspensão alcança infinidade.

    Quando um carro trafega lentamente sobre uma série de ondulações, a suspensão absorve com relativa lentidão a movimentos de baixa freqüência, que pode ser negociado melhor com molas mais macias.
    Quando um carro trafega velozmente sobre uma série de ondulações, a suspensão é exigida absorver a movimentos de alta freqüência, qual demanda molas mais duras.

    Molas mais macias trazem um grip melhor, mas isso é relativo, molas macias estão relacionadas com maiores alturas, que tem relação direta com elevado CG, que representa menor estabilidade e perda de eficiência da suspensão e menor aderência dos pneus.
    Molas mais duras são ideais para pistas rápidas. Circuitos mais rápidos requerem molas mais duras.
    Pistas sinuosas, com bumps, ondulações e curvas lentas, necessitam molas mais macias e maior altura.
    Como podemos ver, existe um conflito aqui, você gostaria de ter um carro tão baixo quanto possível e tão macio quanto possível. Contudo, suspensões macias necessitam carros com alturas elevadas para evitar choques nos batentes dos amortecedores e no solo.
    Concluímos que:
    Circuitos mais velozes usam molas mais duras e carro mais baixo;
    Circuitos mais lentos usam molas mais macias e carro mais alto.

    Nós também podemos ajustar dureza de molas para afinar o equilíbrio do carro.
    Endurecemos as molas a um eixo do carro, este eixo perderá aderência em relação ao outro eixo.
    Endurecendo as molas a um eixo do carro, este eixo perderá grip em relação ao outro eixo.
    Molas traseiras mais duras, o carro tornará mais oversteer.
    Molas traseiras mais macias, o carro tornara mais understeers.

    Afinando o Equilíbrio:
    A aderência que vem somente de dispositivos não-aerodinâmicos é chamada de mechanical grip. Regular a suspensão é basicamente a arte de regular seu mechanical grip. Como em quase tudo, existem segredos e compromissos para serem considerados. As exigências do perfil de pilotagem variam de acordo com a preferência pessoal do piloto, e muito influenciado pelas características de determinados circuitos.

    A regulagem da suspensão é muito importante e afeta como você percebe a reação do carro, a maneira de fazer as curvas, bumps, irregularidades, ondulações da pista, e principalmente a quantidade de aderência mecânica que o carro terá.
    Também afetará a inclinação (pitch) do carro em aceleração e frenagens, e a inclinação (roll) durante as curvas. Regulagem de asas possuem reduzido efeito nas baixas velocidades, mas a regulagem da suspensão afeta o carro a quase todas velocidades. Nas baixas velocidades a regulagem da suspensão torna-se cada vez mais importante no momento que existir pouco ou nenhum efeito de asas.

    São três os elementos elásticos: molas, amortecedores e barras anti-rolamentos. Além do ARBs, os shocks também representam um importante papel na rigidez geral do carro.
    As molas utilizadas na competição são de progressividade variável isto é, a sua rigidez é diretamente proporcional à carga.
    Os amortecedores têm um efeito controlador do movimento das molas. Se as suspensões fossem compostas apenas pelas molas, criar-se-ia um movimento harmônico cada vez que a roda passasse sobre uma irregularidade da pista, criando um movimento incontrolável.
    Finalmente as barras anti-roll, que não são mais do que molas lineares constituídas por dois tirantes ligados a uma barra de torção, tendo como fulcro os dois apoios no chassis. O papel de uma barra anti-roll é o de contrapor o rolamento do chassis em curva.

    Para equilibrar o carro temos vários variáveis a nossa disposição. Como vimos, podemos ajustar pressões de pneus, compostos de pneus, e ângulo de câmber. Queremos encontrar o ideal para cada um, e sem degradar o desempenho dos pneus para alcançar equilíbrio perfeito.
    Felizmente, nós temos vários ajustes de chassi que nos permitem afinar o equilíbrio. Estes ajustes influenciam o peso transferido aos pneus durante as curvas. O primeiro é a rigidez de molas.

    Basicamente, se endurecermos as molas em um eixo do carro, este eixo perderá aderência em relação ao outro eixo. Assim se colocamos os amortecedores traseiros mais duros, o carro tenderá mais a oversteer. Se amolecermos aquele eixo, o oposto acontecerá.
    Se endurecermos as molas somente em um lado, nós obteremos um efeito diferente quando estivermos girando para o outro lado;
    Por exemplo, se temos dois hairpins lentos, curvas em U, ambas para a direita, nós podíamos querer endurecer a roda traseira direita de modo que o carro os faça melhor para a direita.
    Porém, seja advertido que é muito fácil sentir-se perdido nos efeitos de mudanças assimétricas para o chassi. Tenha certeza de fazer uma mudança de cada vez, e adquira o hábito de fazer cópias de suas notas sempre que fazer alguma modificação!

    Molas são dispositivos que armazenam energia. Eles armazenam energia por deflexão. Molas absorvem imperfeições, ondulações, limitam o movimento do veículo devido à aceleração, frenagens, e curvas, etc.
    Molas são um dos artigos mais difíceis de acertar, oferecem vantagens e desvantagens que dependem de como são reguladas. Regulagens de molas são determinadas pelas características da pista, estilo de condução, altura e desgaste dos pneus e da preferência pessoal. (você preferirá uma taxa de molas diferente de outra pessoa dependendo de como você gosta de sentir seu carro).
    Para a maioria dos artigos ajustáveis como asas, altura etc., há ajustes corretas, e qualquer ajuste que você escolher provavelmente estará perto da maioria das outras pessoas (contanto que elas entendam o que estejam fazendo!!).

    MOLAS MACIAS
    mais aderência / menor desgaste de pneus / altura alta / chassi lento, respostas mais lentas

    MOLAS DURAS
    menos aderência / maior desgaste de pneu / altura baixa / chassi rápido, respostas mais rápidas

    Exemplo: Mônaco.
    Ao redor das curvas apertadas de Mônaco você precisa de um carro que reage muito depressa e que vá exatamente onde você aponta, isso significa molas duras.
    Por outro lado, você precisa de muita aderência, especialmente em baixa velocidade onde as asas não ajudarão tanto, isso significa molas macias!

    Lembre-se que as molas trabalham junto com quase todos artigos no carro, e alterando as molas afetará altura, packers, arb's, equilíbrio de freio, amortecedores, quase todo o setup do carro. Molas trabalham em conjunto com amortecedores para fazer o carro reagir a forças anormais que são aplicadas por irregularidades de superfície da pista ou efeitos físicos especialmente em curvas.

    A diferença entre a dureza das molas dianteiras e traseiras determina como o carro se comporta nas curvas. Assim pense cuidadosamente em qualquer ajuste de molas que você pretende fazer.

    Molas duras ou macias?

    O que significa mais macio ou mais duro?
    Em geral, a roda com a suspensão mais dura, comparada as outras rodas, mais fortemente carregado o pneu fica e menos eficiente seu grip se torna.
    Desse modo uma frente dura provoca understeers, e uma traseira dura provoca oversteers.
    Quando o carro está andando em linha reta, somente as molas suportam o peso do carro.
    Quanto maior o angulo de inclinação ou quanto mais rígida a ARB, maior o suporte oferecido.
    Os amortecedores também ajudam a suportar o carro.
    Amortecedores são necessários para dissipar qualquer energia que esteja armazenada nas molas enquanto elas expandem. (Por exemplo sobre irregularidades).
    Geralmente molas duras requerem mais amortecimento.

    Os conceitos de uma suspensão dura ou macia merecem alguma explicação extra.
    O benefício da mais baixa altura possível é sempre verdade. Porém as propriedades de uma suspensão suave ou dura, pelo menos até certo ponto, será preferência do piloto e nível de habilidade, modificando o comportamento do carro.

    Há uma grande diferença entre aderência e inclinação em curvas. Um carro pode obter grande velocidade em curvas por meio de pneus de aderência elevada, mas inclinando bastante a carroceria e exigindo certo trabalho do piloto. Isso ocorre com freqüência quando rodas e pneus são majorados sem um desenvolvimento correspondente na suspensão.
    Por outro lado, quando se enrijece as suspensões -- através de molas mais firmes, barras estabilizadoras mais grossas ou mesmo o rebaixamento do chassi -- a inclinação é reduzida, mas a aderência pode ser insuficiente e levar o carro a sair de frente, de traseira ou com as quatro rodas mais cedo do que se espera.
    O desempenho da suspensão pode ser otimizado com molas mais firmes e estabilizadores mais grossos.
    A melhora no comportamento após o abaixamento do carro pode ser atribuída a dois fatores.
    1 - Molas mais curtas são mesmo mais firmes, de modo a "amarrar" mais o carro e diminuir a inclinação em curvas.
    2 - O chassi rebaixado apresenta também centro de gravidade mais baixo, o que se reflete em melhor estabilidade, tanto transversal (curvas) quanto longitudinal (acelerações e freadas).

    1 - Por que usar suspensão macia?
    Um ajuste macio lhe dá mais tempo para reagir. O carro "avisa" quando se aproxima do limite.
    Você percebe o carro solto com antecedência, escorrega um pouco antes de perder completamente tração. Deste modo você tem mais tempo para reagir a deslizamentos, rodadas etc. Se você necessita de mais tempo, devido a falta de habilidade e ou reações lentas, então um carro suave perdoará mais seus erros.
    Ironicamente, os pilotos preferem um pouco de dureza na suspensão para obter uma pilotagem mais obediente do carro, embora isto reduza a aderência, pois o carro salta e desliza sobre as ondulações e aumenta o consumo dos pneus. Uma suspensão mais dura torna o carro mais nervoso e estremecido. Será mais difícil de controlar e requererá maior habilidade e reações mais rápidas por parte do piloto, mas sentirá mais "obediente" por escorregar um pouco nas curvas. Porém, com um carro com suspensão dura fica muito mais fácil perder completamente o controle. De fato, para ser rápido, o carro precisa "escorregar" pelo menos um pouco nas curvas.

    Uma suspensão macia oferece aderência mecânica especialmente em curvas de baixa e média velocidades e que reduza o desgaste dos pneus. Assim, cada jogo de pneus manterá uma boa aderência por muito mais tempo.
    Porém há um problema, com suspensão muito macia os pneus não saltam pelas ondulações. A aderência extra de uma suspensão macia pode dar a impressão de um carro lento às respostas em relação ao comando do piloto. Será mais difícil escorregar nas curvas e o carro se torna muito menos estremecido. Embora o carro tenha mais aderência mecânica, a falta de agilidade e lentidão às respostas pode fazê-lo mais lento. Não amoleça demais pois você terá um carro com respostas lentas e isto significa tempos de volta lentos.

    Um pista acidentada exigirá um ajuste de molas mais suave. A rigidez das molas é determinada por quanto acidentado for um circuito, para suavizar a passagem sobre ondulações. Uma mola mais macia permite ignorar as zebras e ondulações da pista sem q as rodas girem em falso. Como alguns circuitos têm mais ondulações do que outros, é necessário fazer ajustes adequados nas molas para amenizar a passagem sobre as ondulações. Só percorrendo as pistas você perceberá como algumas delas são mais onduladas do que outras. Para um circuito acidentado como Mônaco ou Interlagos se torna necessária uma taxa de molas mais macia que o normal. Molas mais macias farão para o carro mais driveable em tais irregularidades e darão mais aderência em curvas e tração em saídas de curvas.

    Se você pretende utilizar muito as zebras você precisa de molas mais macias, caso contrário você achará o carro difícil ou impossível de controlar. Especialmente se as zebras não foram projetadas para ser usadas (algumas zebras têm pouca ou nenhuma influência no carro, outras têm efeito mínimo e ainda outras o lançam para fora da pista). Se as zebras foram projetadas para serem usadas, você não precisa se preocupar sobre regulagens de molas.
    Se você está em um circuito onde existe poucas zebras, ou elas são tão baixas que não comprometam a estabilidade, então é inútil amolecer a suspensão a menos que você queira poupar seus pneus.

    Molas mais flexíveis na dianteira farão com que mais peso seja deslocado para as rodas dianteiras durante as freadas. Isso causa afundamento da frente do carro (excesso de pitch) e leva a uma perda de poder de frenagem devido ao travamento dos pneus dianteiros. Por isso, você terá de deslocar ligeiramente o balanceamento dos freios para a traseira do carro.
    Por exemplo:
    Amolecendo as molas dianteiras causa mais mergulho do carro sob frenagem, então a altura precisa ser levantada na dianteira.
    Isto aumenta a aderência de peso na dianteira (desde que molas mais suaves aumentam aderência, especialmente sob forte frenagem) assim o equilíbrio de freio precisará ser ajustado.
    Para ter um carro ótimo de conduzir, particularmente freando em uma curva, você precisa manter seu carro o mais nivelado possível.

    Se o amolecimento das molas fizer a prancha arrastar no chão, você poderá ter que aumentar a altura do carro. Molas muito suaves pode fazer a prancha começar a esfregar no solo exigindo que aumente sua altura. Quando suavizar suas molas certifique-se que o carro não toca o solo e neste caso ajuste os packers. Uma taxa de molas macia exige uma altura mais alta, o que reduz o downforce.

    Molas muito macias causa excesso de movimento roll and pitch. Inclinação (roll) acontece quando você vira o volante. Depende da rigidez do carro e o peso transferido (velocidade, ângulo da curva).
    Mais roll significa tempo de resposta mais longo e muito roll significa que o carro terá respostas muito lentas.
    Menos roll significa tempo de resposta mais curto e nenhum roll significa que o carro terá respostas muito rápidas, excessivamente sensível aos comandos.
    Arremetida (pitch) acontece quando você aplica o freio ou aceleração. Depende da velocidade, rigidez e balanceamento dos freios.
    Isto significa que geralmente a altura precisaria ser regulada mais alta e com molas mais duras porque poderia esfregar a prancha. Também o manejo do carro fica menos rápida a mudanças de direção e aceleração e frenagens porque o chassi leva muito mais tempo para voltar a seu estado neutro.
    A vantagem é que você melhora a aderência dos pneus sobre as imperfeições ondulações da pista. Também você obtém menor desgaste de pneus nas freadas e manobras com o volante porque são as molas que levam a carga em lugar dos pneus.

    Um carro macio responderá lentamente (atrasado) à transferência de peso,
    Um carro duro responderá rapidamente (prontamente) à transferência de peso.
    Este tempo de resposta define como será o comportamento do carro.

    Uma suspensão macia desgasta os pneus mais lentamente que uma suspensão mais rígida. Prolonga a vida do pneu, como um ajuste macio mantém o pneu pela pista com menos saltos deslizamentos por ondulações. Menor desgaste de pneu significa tempos de volta mais consistentes e menos pit stops. Durante uma corrida é melhor manter um ritmo constante, que um carro que é estável no começo da corrida mas se torna um carro lento e difícil no fim. O desgaste do pneu na qualificação não é um problema, mas em uma corrida você precisa de resistência, assim opte por uma suspensão mais suave. Permite desgaste mínimo de pneu para uma estratégia de 1 parada.

    2 - Por que usar suspensão dura?
    A primeira prioridade pela qual são ajustadas molas é a condição da pista (com muitas ondulações ou muito acidentada) e depois o grip.
    Se o carro apresenta tendência a sair de frente em ondulações, amoleça as molas dianteiras.
    Se o carro apresenta tendência a sair de traseira em ondulações, amoleça as molas traseiras.
    Se o carro perde tração nas ondulações, amoleça as molas traseiras.

    Uma pista lisa vai permitir você ajustar as molas mais duras.
    Em um circuito relativamente liso, você deve endurecer as molas para facilitar a redução da altura porque:
    Molas duras permitem um menor curso da suspensão.
    Curso de suspensão reduzido permite redução na altura do carro.
    Reduzindo a altura aumentará a pressão aerodinâmica (downforce).
    Tenha cuidado para não perder tração endurecendo muito a traseira. A desvantagem de molas duras é o desgaste rápido dos pneus e o grip reduzido.

    Se você abaixar a altura você terá que endurecer as molas para evitar tocar o solo ou você pode manter suas molas macias e ajustar os packers. Porém, permite diminuir a altura do carro proporcionando maior downforce resultando em maior aderência nas curvas.

    Um ajuste duro lhe dá muito pouco tempo para reagir. O carro não avisa quando se aproxima do limite. Você só percebe o carro solto logo antes de perder completamente aderência. Deste modo você tem muito menos tempo para reagir a deslizamentos, rodadas etc. Se você tem de habilidade suficiente e reações rápidas ajuste o carro duro, mas lembre-se que será muito menos perdoado a erros que um carro macio.
    Um carro duro tem menos aderência mecânica que um carro macio e o carro torna-se estremecido e nervoso. Será mais fácil escorregar nas curvas, e muito mais fácil perder o controle. Mais tensão (molas mais duras) faz o carro responder mais depressa ao comando do piloto, mas rende menos grip. Alguns gostam de carros nervosos e duros enquanto outros os acham difíceis de controlar e optam para mais suave. Uma suspensão mais rígida oferece melhor manipulação

    Causa maior desgaste de pneu e dificulta o controle ao passar sobre as zebras. Aumenta o consumo de pneus, como o ajuste duro não mantém o pneu no solo, ocorrem mais saltos e deslizamentos nas ondulações. Maior desgaste de pneus maior significa tempos de volta menos consistentes e mais pit stops. Use suspensão dura na qualificação ou uma estratégia de corrida de 3 pit stops.

    Sempre tenha o eixo traseiro mais macio que o dianteiro, a menos que você goste de oversteer e tempos de voltas ruins.

    Você pode não ver a melhora imediata dos tempos mas quando você encontra um bom setup de suspensão (molas e dampers) sentirá o carro muito melhor de dirigir e isso conduzirá para melhorar seu tempo.

    Molas dianteiras mais moles
    - mais direção
    - usadas em pistas acidentadas
    - maior “mergulho” em freadas
    - resposta de direção mais lenta
    ========================

    Moles dianteiras mais rígidas
    - menos direção
    - usadas em pistas planas
    - menor “mergulho” em freadas
    - resposta de direção mais rápida
    =========================

    Molas traseiras mais moles
    - mais tração na saída da curva
    - usadas em pistas acidentadas
    - resposta de direção mais lenta
    - a dianteira levanta sob aceleração
    ===========================

    Molas traseiras mais rígidas
    - requer mais absorção dos amortecedores traseiros
    - usadas em pistas suaves
    - resposta de direção mais rápida
    - menos tração



    Créditos à Fabio Lima.

      Data/hora atual: Seg Jun 25, 2018 2:44 am